gruta das torres

Gruta das Torres

O arquipélago dos Açores alberga um rico e diversificado património espeleológico devido ao seu carácter vulcânico e à presença de um fluxo de magma basáltico. A Gruta das Torres é uma das principais grutas que podem ser visitadas nas ilhas.

Grutas Vulcânicas nos Açores

Existem dois tipos principais de cavernas vulcânicas: túneis de lava e algares vulcânicos.

Tubos de lava

Tubos de lava são condutos naturais através dos quais a lava chega à superfície em um fluxo de lava, expelido por um vulcão em erupção. Eles podem estar ativos quando a lava ainda flui em direção à superfície, ou extintos, o que significa que o fluxo de lava cessou e a rocha esfriou, deixando um longo canal, semelhante a uma caverna. Uma vez que esses tubos são formados simultaneamente à rocha que os envolve, diz-se que são cavernas primárias.
Wikipedia

Algares Vulcânicos:

Algares vulcânicos são grutas com um desenvolvimento subvertical.
Fonte

A Gruta das Torres é do tipo caverna vulcânica.

Um túnel de lava se forma quando a lava esfria mais rápido em suas bordas do que no centro, formando bancos de lava solidificada que se unem. A lava vulcânica então flui por longas distâncias porque é protegida do resfriamento.

A Ilha do Pico concentra o maior número de grutas (129) representando cerca de 48% do total das grutas nos Açores, seguindo-se a ilha Terceira com 26% das grutas do arquipélago.

A grande maioria das grutas no arquipélago estão fechadas a visitas, sendo que a Gruta das Torres é a única que está aberta ao público na ilha do Pico.

entrada da gruta no pico

Gruta das Torres no Pico

A Gruta das Torres, localizada na freguesia de Criação Velha é a única que pode ser visitada na ilha do Pico – Açores.

A gruta faz parte da formação geológica dos Lajidos – Gruta das Torres, e encontra-se inserida no complexo vulcânico da montanha do pico.

A Gruta das Torres está classificada como Monumento Natural Regional pelo DLR N.º 6/2004/A, de 18 de Março de 2004, do Governo Regional dos Açores.

A gruta encontra-se inscrita no Parque Natural do Pico. 

Descoberta em 1990, é o maior túnel de lava conhecido dos Açores e de Portugal (cerca de 5.150 metros de comprimento) e um dos dez maiores do mundo. 

Estima-se que se terá́ formado há cerca de 1500 anos durante uma erupção com origem no Cabeço Bravo.

O túnel principal da gruta desenvolve-se ao longo de 4 480 metros e é na sua maior parte de grandes dimensões, chegando a atingir alturas da ordem dos 15 metros.

Existe todo um emaranhado de túneis secundários laterais e superiores, cujas dimensões são mais reduzidas e apresentam estruturas geológicas muito variadas e distintas entre si.

Ao longo da sua extensão esta gruta apresenta um desnível total que ronda os 200 metros, tendo uma inclinação bastante mais suave no troço SE, ao contrário do que acontece em alguns sectores a NW onde ocorrem as maiores inclinações.

interior da gruta do pico
Interior da gruta

Como visitar?

Em 2000 deu-se início ao projecto de requalificação da Gruta das Torres. A Secretaria Regional do Ambiente criou novas infraestruturas que permitem um melhor acesso ao local e com melhor segurança. Este projecto melhorou ainda a acessibilidade no interior da gruta, criou um Centro de Visitantes e alguns outros edifícios anexos.

O Centro oferece visitas guiadas, projeção de filmes e documentários, além de parque de estacionamento.

Em 2004 foi assinado um protocolo de cooperação entre o Governo Regional dos Açores e a associação “Os montanheiros” com o objectivo de dinamizar, explorar e realizar a manutenção da gruta.

Para poder visitar a Gruta das Torres terá de fazer reserva.

O número de visitantes diários é muito limitado, pelo que na altura de época alta (Julho e Agosto) é aconselhado fazer a reserva com algum tempo de antecedência (duas semanas)

Equipados com capacete e tocha, irá explorar cerca de 500 metros – o restante é reservado para cientistas. 

Guiados pelas valiosas explicações dum guia, observará lindas estalagmites e estalactites de lava, paredes estriadas, estruturas de lava muito diferentes umas das outras, tudo em uma escuridão profunda e em um silêncio reconfortante. Para não distorcer os lugares, nenhum artifício humano foi trazido para lá. 

A Gruta das Torres é um exemplo de utilização sustentável de um recurso natural para fins turísticos, mas sobretudo para sensibilizar para a proteção do ambiente. A atividade é ideal para famílias. 

É aconselhado usar calçado adequado e casaco impermeável dado que o piso é irregular e está sempre a cair gotas de água ao longo da gruta.

Centro de Visitantes da Gruta das Torres
Centro de Visitantes da Gruta das Torres

O que pode ser observado?

A entrada na Gruta das Torres é feita pelo Algar da Ponte.

Na visita é possível verificar a transição da paisagem natural muito arborizada a transformar-se num ambiente vegetal diferente, com musgos e líquenes que estão nas paredes e chãos nas aberturas da gruta.

Os cerca de 500 metros de visita duram em média uma hora e podem ser observados diferentes tipos de lavas e formações geológicas, onde se destacam as estalactites, as estalagmites lávicas, bancadas laterais e lava balls.

Esta gruta apresenta no seu interior diversas estruturas características das cavidades de origem vulcânica.

Ao longo do tubo lávico existem secções onde surgem gotejamentos provenientes do tecto embora exista uma fraca circulação de água na maior parte da gruta.

Irá ainda observar a existência de uma fauna e flora específicos da gruta.

Possivelmente devido à sua dimensão e profundidade a temperatura no seu interior é sensivelmente constante ao longo do ano, variando de forma mais acentuada próximo da abertura.

Horários e Preços das Visitas

01 de Novembro a 31 de Março

De terça a sexta: 10h00 às 17h00
Sábados e feriados: 14h00 às 17h30
Encerrado: domingos | segundas | 1 janeiro | terça Carnaval | domingo Páscoa | 25 dezembro

01 de Abril a 31 de Outubro

Aberto todos os dias: 10h00 às 18h00
Encerrado: domingo Páscoa

Visitas guiadas

01 de Novembro a 31 de Março

De terça a sexta: 10h30 | 12h00 | 14h00 | 15h30
Sábados e feriados: 14h30 | 16h00

01 de Abril a 31 de Maio | 01 a 31 de Outubro

Todos os dias: 10h30 | 12h00 | 13h30 | 15h00 | 16h30

01 de Junho a 30 de Setembro

Todos os dias: 10h30 | 11h00 | 12h00 | 13h30 | 15h00 | 16h30

Duração da visita: 60 a 90 minutos
Número de pessoas por visita: 4 – 15

Os preços podem alterar.

Criança (0 – 6 anos): Grátis

Júnior (7 – 14 anos): 4,00 €

Adulto (15 – 64 anos): 8,00 €

Sénior (+ 65 anos): 4,00 €

Família (2 adultos e filhos até 14 anos): 16,00 €

Residente nos Açores: Grátis ( *Mediante apresentação do Cartão de Cidadão. )

O bilhete inclui Seguro de Acidentes Pessoais, equipamento individual de segurança (capacete com respetiva touca higiénica) e equipamento individual de iluminação (lanterna de mão).

Crianças até aos 12 anos devem apresentar-se acompanhadas por um adulto.

Contacto Gruta das Torres

Caminho da Gruta das Torres,
Criação Velha, 9950 Madalena
Telefone: + 351 924 403 921
E-mail: pnpico.grutadastorres@azores.gov.pt

A visita á gruta é um dos principais pontos de interesse da ilha, mas pela limitação de visitas, não é das atividades mais comuns dos turistas, como é por exemplo o whale watching, ou até a subida á montanha do Pico.